domingo, 30 de dezembro de 2012

Ano novo, cara nova.

Prezados amigos,

Esta certamente é a última postagem de 2012, e para iniciarmos um novo ano, temos realmente que fazê-lo novo. É chegado o momento de darmos os contornos finais ao programa cujo cronograma para lançamento da primeira versão funcional está previsto para inicio de fevereiro.

Nesse sentido é preciso que a interface com o usuário seja organizada de uma forma agradável ao usuário. Acreditamos que os comandos precisam estar organizados numa sequência que reproduza a lógica de projeto e modelagem dos problemas. Para toda a parte textual é desejável uma coerência relacionada aos nomes dos comandos, mensagens ao usuário, etc.

É nisso que estamos trabalhando neste restinho de ano e que continuaremos em janeiro, incluindo a conclusão dos recursos (ou módulos) de análise, classificação da estrutura quanto a sua deslocabilidade, obtenção dos esforços a partir de uma análise global que considere os efeitos de segunda-ordem (NLG), o dimensionamento de perfis laminados e os diversos tipos de relatórios.

Apenas para antecipar um pouco as sutis mudanças na interface, mas que mudam sensivelmente a forma como utilizamos o programa, já está disponível na pasta de arquivos o executável com o que foi realizado até o presente momento.

Interface gráfica do TRAME 4.0 na resolução de 800 x 600 pixels.
É importante ressaltar que toda a interface do TRAME 4.0 é construída pensando numa resolução mínima de tela de 800 por 600 pixels, de forma a atender a computadores e sistema de projeção mais modestos. Nesta resolução, cabem menos itens na tela, apesar deles aparecerem num tamanho maior quanto menor for a resolução configurada em seu monitor. Esta limitação cria um grande desafio relacionado a falta de espaço mas, por outro lado, nos impõe a criar uma interface sem excessos, otimizando e valorizando os cliques do usuário.

Um exemplo de otimização é o que será feito com o comando "Apagar".
Ele será multi-função, servindo para remover barras e restrições de apoio no modo CAD e remover cargas concentradas e cargas distribuídas nos modos de carregamento. Com isso temos um botão e um comando a menos para memorizar. Também, no caso das cargas, evita-se entrar nos gerenciadores de cargas para esta função, economizando vários cliques com o mouse.


Abaixo o link da pasta de arquivos sempre com as últimas revisões.
Acessar a pasta de arquivos do Trame 4.0

Grande abraço e um feliz ano novo para todos vocês que acompanham este projeto!

Atenciosamente

Paulo C. Ormonde

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Representação gráfica das reações de apoio

Fórmula utilizada na rotina que desenha o arco para representação gráfica das reações de momentos fletores


Prezados amigos,

Segue algumas imagens de mais um pequeno passo em nosso projeto: A representação gráfica das reações de apoio. Até então só era possível visualizá-las nas tabelas da caixa de diálogo de análise e resultados, conforme indicado na figura abaixo.


Agora foi acrescentado o recurso de visualizar as reações também no modo gráfico conforme as próximas imagens exibidas abaixo. As estruturas analisadas fazem parte dos arquivos de exemplo que acompanham o executável do Trame 4.0. As reações de apoio podem ser exibidas concomitantemente com os diagramas ou em separado.







Para facilizar a visualização das reações de apoio, principalmente no caso de engaste, foi adicionada a opções de se visualizar em separado reções de força e momento. Vejam as imagens que exemplificam o problema e a solução encontrada.





Abaixo o link da pasta de arquivos sempre com as últimas revisões.
Acessar a pasta de arquivos do Trame 4.0

Grande abraço!

sábado, 1 de dezembro de 2012

Janela de análise - Um agradecimento Ufscar / PPGECIV

Em agradecimento a Ufscar, a todos os professores da PPGECIV e principalmente ao Prof. Dr. Alex Sander Clemente de Souza, orientador deste projeto, é que remodelamos a janela de análise. Agora toda vez que vocês forem analisar uma estrutura no Trame 4.0, verão de onde nasceu esta pesquisa.



Além desta janela bacana, alguns bugs de análise e diagramas também foram resolvidos.

Abaixo o link da pasta de arquivos sempre com as últimas revisões.
Acessar a pasta de arquivos do Trame 4.0

Grande abraço e continuem nos acompanhando, pois ainda temos muito que implementar em nosso programa. E que é seu também!



Atenciosamente

Paulo C. Ormonde

Trame 4.0 x Ftool - Viga Vagão

Prezados,

No desenvolvimento de qualquer programa de computador é fundamental que se realize uma série de simulações e testes para validar seu funcionamento. A existência de programas similares ou que realizam de algum modo as mesmas funções são importantíssimos neste processo. Principalmente se são programas já consagrados e amplamente avaliados pelo público usuário.

Um dos programas selecionados no procedimento de desenvolvimento do Trame 4.0 foi o Ftool.
Em poucas palavras, é minha grande referencia neste projeto.



   O Ftool[1] (Two-dimensional Frame Analysis tool), é um exemplo de software desenvolvido localmente na PUC-Rio, criado por Martha (2010) a partir do mês de março de 1991 e constantemente atualizado com a participação de alunos de iniciação científica, mestrado e doutorado. Martha (2010) destaca que além de universidades nacionais e internacionais, diversos escritórios de projeto estrutural utilizam o programa, claro que numa versão compilada sem acesso ao código fonte.

Além de comparação com outros softwares, o Trame 4.0 será ser comparado com diversos exemplos da literatura e processos teóricos. No próximo Post mostrarei um exemplo de resolução de treliças utilizando o método dos nós para cálculo dos esforços e o PTV (princípio dos trabalhos virtuais) para determinação dos deslocamentos.

Finalmente, veja abaixo a comparação de resultados Trame 4.0 x Ftool referente a modelagem de uma viga vagão, que recebe este nome devido sua grande utilização em estruturas de trens. Neste teste podemos verificar os resultados que mesclam o uso de barras com articulações e barras rigidamente conectadas.


[1] web.tecgraf.puc-rio.br/ftool/