Ano novo, cara nova.

Prezados amigos,

Esta certamente é a última postagem de 2012, e para iniciarmos um novo ano, temos realmente que fazê-lo novo. É chegado o momento de darmos os contornos finais ao programa cujo cronograma para lançamento da primeira versão funcional está previsto para inicio de fevereiro.

Nesse sentido é preciso que a interface com o usuário seja organizada de uma forma agradável ao usuário. Acreditamos que os comandos precisam estar organizados numa sequência que reproduza a lógica de projeto e modelagem dos problemas. Para toda a parte textual é desejável uma coerência relacionada aos nomes dos comandos, mensagens ao usuário, etc.

É nisso que estamos trabalhando neste restinho de ano e que continuaremos em janeiro, incluindo a conclusão dos recursos (ou módulos) de análise, classificação da estrutura quanto a sua deslocabilidade, obtenção dos esforços a partir de uma análise global que considere os efeitos de segunda-ordem (NLG), o dimensionamento de perfis laminados e os diversos tipos de relatórios.

Apenas para antecipar um pouco as sutis mudanças na interface, mas que mudam sensivelmente a forma como utilizamos o programa, já está disponível na pasta de arquivos o executável com o que foi realizado até o presente momento.

Interface gráfica do TRAME 4.0 na resolução de 800 x 600 pixels.
É importante ressaltar que toda a interface do TRAME 4.0 é construída pensando numa resolução mínima de tela de 800 por 600 pixels, de forma a atender a computadores e sistema de projeção mais modestos. Nesta resolução, cabem menos itens na tela, apesar deles aparecerem num tamanho maior quanto menor for a resolução configurada em seu monitor. Esta limitação cria um grande desafio relacionado a falta de espaço mas, por outro lado, nos impõe a criar uma interface sem excessos, otimizando e valorizando os cliques do usuário.

Um exemplo de otimização é o que será feito com o comando "Apagar".
Ele será multi-função, servindo para remover barras e restrições de apoio no modo CAD e remover cargas concentradas e cargas distribuídas nos modos de carregamento. Com isso temos um botão e um comando a menos para memorizar. Também, no caso das cargas, evita-se entrar nos gerenciadores de cargas para esta função, economizando vários cliques com o mouse.


Abaixo o link da pasta de arquivos sempre com as últimas revisões.
Acessar a pasta de arquivos do Trame 4.0

Grande abraço e um feliz ano novo para todos vocês que acompanham este projeto!

Atenciosamente

Paulo C. Ormonde

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Calculadoras para dimensionamento de perfis metálicos

Calculadora de perfil de aço formado a frio